Muito se ouve falar sobre o trabalho de uma consultoria empresarial. Como é natural, alguns comentários são positivos, frutos de boas experiências de empresas que obtiveram bons resultados com este trabalho; outras avaliações já não são tão boas, visto que o trabalho de consultoria pode ser mal aproveitado. Afinal, vale a pena contratar uma consultoria empresarial para uma pequena empresa?

A quem se destina uma consultoria empresarial?

Primeiramente é preciso compreender que uma consultoria empresarial não é “para tudo e para todos”. Ou seja, não tenha a consultoria empresarial como a solução para todos os problemas e objetivos e tampouco a concepção de que todas as empresas estão no momento propício para contratar uma consultoria.

Uma consultoria empresarial destina-se às empresas que desejam alcançar seu objetivo – seja solucionar um problema negativo existente, seja impulsionar algo positivo da empresa ou mesmo desenvolver algo novo – com um auxílio externo, sendo esta ajuda externa repleta de experiências em outras empresas e/ou mercados, de conhecimentos que serão agregados à contratante e de disposição focada no alcance dos resultados.

De maneira simples, uma consultoria empresarial é para aquela empresa que realmente quer alcançar o seu objetivo e deseja fazer isso trazendo para junto de si uma ajuda valiosa, que tornará o caminho a ser percorrido mais eficaz, sólido e com menos riscos.

Como uma pequena empresa pode aproveitar de uma consultoria empresarial?

É fato que a realidade da pequena empresa é diferente de uma média ou grande empresa já bem estruturada. Além disso, sabemos que a grande maioria das pequenas empresas não tem o nível de qualidade de gestão de muitas outras empresas de pequeno porte citadas como referência. O fato é que tanto as pequenas empresas menos estruturadas como aqueles que já possuem um grau mais elevado de qualidade na gestão podem contar com o auxílio de uma consultoria empresarial.

O grande conselho neste momento é: busque uma consultoria empresarial que, de fato, entenda da realidade das pequenas empresas.

O mercado de consultoria empresarial apresenta muitas opções – e isto é bom – e, portanto, é preciso saber selecionar aquela empresa de consultoria empresarial que de fato conhece a realidade da sua empresa e que tenha experiência e conhecimento na atuação no contexto e objetivo em que sua empresa se insere.

Uma vez escolhida uma empresa de consultoria empresarial adequada, inicia-se um trabalho de parceria.

É importante esclarecer alguns aspectos sobre o assunto:

  • Ao contrário do que se diz, consultoria não é um luxo acessível para poucas empresas;
  • Os consultores não tomarão o poder da empresa, e a tomada de decisão continuará sendo de responsabilidade daqueles que dirigem a empresa;
  • Consultoria empresarial pode ser contratada por empresa de todos os portes (inclusive micro empresas);
  • Há diversas modalidades de trabalho, que podem ser aplicadas conforme os objetivos do cliente e as características da empresa de consultoria empresarial.

Durante todo o trabalho da consultoria empresarial será necessária a colaboração de ambas as partes: dos consultores e dos sócios e profissionais da contratante.

Da parte da contrante, é importante que participem das reuniões, que transfiram aos consultores o conhecimento sobre o histórico e a realidade atual da empresa, que façam suas considerações e orientações constantes, que analisem os materiais desenvolvidos e que tomem as decisões necessárias.

No que diz respeito ao trabalho dos consultores, é fundamental que estes se envolvam com o negócio (guardando a devida distância e postura para que não se caracterizem como um funcionário da empresa), que busquem compreender a fundo as dificuldades e os objetivos do cliente, que proponham soluções personalizadas e não genéricas, e que mantenham o foco e o esforço em alcançar os objetivos definidos mesmo quando as barreiras surgirem.

O investimento necessário para a contratação é alto?

Sabemos que caro ou barato é uma medida que depende de uma comparação. Em geral, essa comparação se dá com os benefícios e a importância daquilo que se pretende adquirir, bem como o contexto do comprador. Não seria diferente quando se fala de consultoria empresarial.
Além disso, é preciso diferenciar a possível contratação: é uma despesa qualquer ou um investimento? Isso faz muita diferença para se obter a resposta correta.

Aqui, mais uma vez, é preciso realizar a pergunta certa para não ter engano.

Antes de cogitar contratar uma consultoria empresarial é preciso ter muito bem claro o objetivo que se quer alcançar.

Definido o objetivo a ser alcançado, você saberá então qual retorno terá caso tenha sucesso na sua busca. Suponhamos que seu objetivo seja aumentar suas vendas em 20% em 01 ano, e que seu faturamento anual atual seja de R$500.000,00. Portanto, caso alcance o objetivo, seu faturamento anual saltará para R$600.000,00, um aumento de R$100.000,00. Além disso, atingindo esse patamar, você passaria a trabalhar para mantê-lo ou aumentá-lo nos próximos, então não se trata de um ganho momentâneo, mas um novo degrau que a sua empresa subirá.

Então, suponhamos que você encontre uma consultoria que cobre R$30.000,00 para desenvolver uma estratégia de vendas para alcançar esse objetivo e que te ajudará na execução. Esse valor de R$30.000,00 é caro ou barato para contratar uma consultoria empresarial?
Olhando este valor isoladamente pode parecer para uma pequena empresa um preço um tanto alto. Contudo, se você avaliar o retorno que terá sobre o investimento (ou seja, investirá R$30.000,00 para ter um aumento nas vendas de R$100.000,00), torna-se bastante atraente.

Além disso, a grande maioria das consultorias empresariais facilitam o pagamento, de modo que em muitas situações pode ocorrer de você já colher os benefícios da consultoria em pouco tempo ou antes mesmo do trabalho ser concluído.

É preciso, portanto, considerar a contratação de uma consultoria como um investimento na melhoria do seu negócio, e não como um gasto a mais. Afinal, o olhar deve estar voltado para os benefícios que você terá.

Por que contratar uma consultoria empresarial para uma pequena empresa?

Dentre as diversas características de uma pequena empresa, podemos destacar:

  • Ritmo intenso de atividades e de mudanças, visto que ainda está buscando se estabilizar e assumir uma estrutura sólida;
  • Foco maior nas operações do que na gestão;
  • Muitas dúvidas sobre os investimentos a realizar;
  • Grande número de competidores no mercado e que muitas vezes disputam por preço;
  • Sócios e gestores que desejam uma gestão melhor mas que não encontram os meios para melhorá-la.

Em todas essas situações, e em tantas outras que poderiam ser listadas, ter ao lado um consultor empresarial experiente que auxilie com suas orientações, análises e trabalho pode influenciar diretamente nos riscos que a empresa está a correr e no tempo e na forma de alcançar o sucesso, sem esquecermos de mencionar a redução de custos e o aumento dos lucros, já que uma empresa melhor gerenciada tende a usufruir melhor dos recursos disponíveis.

Como escolher uma empresa de consultoria empresarial para uma pequena empresa?

Como já dito, o preço cobrado pelo serviço de consultoria não deve ser o fator prioritário para escolher uma consultoria empresarial. Depois de certificar-se de que sua empresa está disposta a contar com essa ajuda e que o objetivo a ser alcançado está definido, tenha em mente ao menos os seguintes fatores para escolher uma empresa de consultoria empresarial:

  1. A empresa de consultoria é especialista em pequenas empresas?
  2. Possui experiência no tipo de trabalho que estou demandando?
  3. Tem uma boa carteira de clientes?
  4. Tem experiência em diversos setores, de modo que possa trazer novas ideias para o seu negócio?
  5. Oferece soluções prontas (genéricas) ou trabalha de acordo com cada cliente?
  6. Possui uma linguagem e uma abordagem adequada para sua empresa e para os perfis de profissionais que nela atuam
  7. Oferece facilidade no pagamento?

São perguntas que podem guiar a escolha de uma consultoria empresarial e que ajudam a descobrir aquela que mais confere com as características e os objetivos de uma pequena empresa.

Responder